Quando eu era da idade dos liliputianos, acreditava que o nosso cérebro tinha infinitas gavetas onde guardávamos todas as nossas memórias... gavetas fechadas, abertas, empenadas, cheias, vazias... A Terra dos Liliputianos é uma extensão do nosso cérebro, com gavetas sempre disponíveis para recordar.

Seja bem vindo à nossa terra, um caderno de viagens do tamanho das crianças.



terça-feira, 19 de junho de 2007

Os brinquedos dos mais velhos

Lembro-me quando o F2 queria um pião, tal como o do primo. A minha sabedoria de mãe protectora dizia-me que ainda não tinha atingido maturidade suficiente para manusear aquele brinquedo. Mas o F2 não desistiu: Com uma forma redonda da plasticina e um lápis construiu o seu novo brinquedo. Segurava a forma na ponta do lápis; depois lançava-a e ela voava durante alguns segundos até parar no chão.

As melhores oportunidades que levam à criação surgem sem intenção.

1 comentário:

Alice Vieira disse...

É importante perceber até que ponto vai a capacidade criativa das crianças, especialmente quando elas agem tão espontaneamente.