Quando eu era da idade dos liliputianos, acreditava que o nosso cérebro tinha infinitas gavetas onde guardávamos todas as nossas memórias... gavetas fechadas, abertas, empenadas, cheias, vazias... A Terra dos Liliputianos é uma extensão do nosso cérebro, com gavetas sempre disponíveis para recordar.

Seja bem vindo à nossa terra, um caderno de viagens do tamanho das crianças.



domingo, 13 de janeiro de 2008

Confesso que não tenho muito tempo para viajar pelos blogues dos outros liliputianos. Nem menos conheço bloguers pais que gostam de registar as histórias esquecidas desta vida multicolorida. O meu contador já ultrapassou o número 500, apesar de andar devagarinho. Estou satisfeita, mas gostava que deixasses uma marca de presença quando lês estes minutos de histórias...

2 comentários:

Carla disse...

Olá

Obrigada pela visita e vim retribuir. Demorei algum tempo a compreender a vossa linguagem (LOL), mas a limitação é minha.
Adorei as vossas histórias, as vossas ideias e a vossa criatividade. Prometo voltar.

Beijos

Maria João disse...

Estou cansada. Viajei por vários blogues de mamãs babadas como eu. Deve ser pelo Inverno com as suas malvadas constipações. Parecemos o muro das lamentações.