Quando eu era da idade dos liliputianos, acreditava que o nosso cérebro tinha infinitas gavetas onde guardávamos todas as nossas memórias... gavetas fechadas, abertas, empenadas, cheias, vazias... A Terra dos Liliputianos é uma extensão do nosso cérebro, com gavetas sempre disponíveis para recordar.

Seja bem vindo à nossa terra, um caderno de viagens do tamanho das crianças.



quarta-feira, 19 de outubro de 2011

a risada é tanta...

que se vê o maxilar... quando o pai imita o grunhir do porco!

1 comentário:

Raquel disse...

LOL