Quando eu era da idade dos liliputianos, acreditava que o nosso cérebro tinha infinitas gavetas onde guardávamos todas as nossas memórias... gavetas fechadas, abertas, empenadas, cheias, vazias... A Terra dos Liliputianos é uma extensão do nosso cérebro, com gavetas sempre disponíveis para recordar.

Seja bem vindo à nossa terra, um caderno de viagens do tamanho das crianças.



quinta-feira, 28 de junho de 2007

Notas sobre o crescimento do S na barriguinha da mãe

. O F4 prometeu guardar segredo de que iria ter um irmão. Minutos depois, foi contar a grande novidade ao amigo que vive no andar de cima .
. O F4 queria que o irmão se chamasse Leonardo, Rafael, Miguel Ângelo ou Donatello (só faltava ter outra tartaruga ninja!). Uma segunda alternativa seria o nome dos amigos - Martim, Lucas, Gonçalo ou Ricardo.
. Todos as noites F4 falava com o S antes de ir dormir. O S dava-lhe beijinhos e respondia-lhe através da mãe.
. Momento antes do S nascer, o F4 fez um pintura sobre a sua família, que actualmente está pendurada no quarto dos liliputianos.
. O F4 seleccionou vários brinquedos fofinhos seus, para dar ao irmão quando este chegasse a casa.

Sem comentários: